Benefícios do jejum intermitente. É para todos?

O jejum não é algo estranho ou curioso. Faz parte da vida quotidiana, é normal. E é talvez a mais antiga e poderosa intervenção alimentar. Presente em diferente religiões, muitas vezes esquecemos o seu poder incrível e ignoramos o seu potencial.

DESJEJUM VS JEJUM

Para entenderes como o jejum intermitente leva à perda de gordura, primeiro precisas de entender a diferença entre o estado alimentado e o estado em jejum. O estado alimentado (desjejum) inicia-se quando começamos a comer e dura três a cinco horas, enquanto o teu corpo digere e absorve o alimento que acabaste de ingerir. É nesse período que o nosso corpo tem mais dificuldade em queimar gordura, pois é quando os níveis de insulina estão mais elevados. O estado pós-absorção dura até 8 a 12 horas após a última refeição, que é quando entramos no jejum. É nessa fase que o nosso corpo inicia o processo de queima de gordura, quando os níveis de insulina são baixos. Com as frequentes refeições não entramos em jejum até 12 horas após a última refeição. Assim, é raro que os nossos corpos estejam em fase de queima de gordura.

Ler mais.