Saúde para ELES! A todos os homens importantes da nossa vida

Estudos vários mostram que o declínio dos níveis de testosterona em homens leva ao ganho de peso, depressão, declínio cognitivo, redução da líbido e da massa muscular, bem como doenças fatais (diabetes e cardíacas). Neste mês de Março, dedico este artigo a todos os homens: pais, namorados, maridos, irmãos, filhos, amigos... o que seria a nossa vida sem vocês?



Homens e mulheres são afetados por desequilíbrios hormonais e essas alterações podem ocorrer em qualquer idade, embora sejam especialmente comuns em pessoas com 40 anos ou mais.


Muitos homens sofrem desnecessariamente de desequilíbrios hormonais, porque muitas vezes estes não são reconhecidos. Ou porque os homens não falam sobre isso, especialmente no que se refere a qualquer declínio percebido na função sexual, ou porque muitas vezes os aceitam como “normal” da idade e do processo de envelhecimento. Por vezes, mudanças como a diminuição do prazer de viver, o declínio do impulso competitivo ou a diminuição do entusiasmo, são todos eles sintomas de desequilíbrio hormonal nos homens.


O equilíbrio hormonal para a juventude

Muitos homens desconhecem a importância de manter um sistema hormonal saudável. Muita ênfase é dada às hormonas femininas, no entanto, tanto homens como mulheres podem ter desequilíbrios hormonais. Obter uma compreensão clara da saúde hormonal é a chave para manter a saúde e a longevidade por muitos anos.

Ao longo da vida de um homem, a testosterona, uma hormona masculina, ajuda a manter os músculos e também a massa óssea, a produção de espermatozóides e o desejo sexual. Muitos homens sofrem silenciosamente com esses desequilíbrios hormonais e não procuram ajuda, por medo ou vergonha de serem julgados, ou por acharem que são menos homens em decorrência dos desequilíbrios apresentados. Esses desequilíbrios na saúde podem impactar negativamente a qualidade de vida, incluindo casamentos, níveis de energia, bem como a performance no trabalho.


Uma avaliação hormonal pode ser fundamental para determinar como o corpo e a saúde masculina estão. Importantes preocupações com a saúde hormonal para os homens incluem:

  • Preocupações com a próstata, incluindo aumento da próstata e cancro de próstata.

  • Hipogonadismo masculino (diminuição da função dos órgãos sexuais masculinos).

  • Diminuição ou efeitos da baixa testosterona, e níveis sanguíneos de testosterona consistentemente mais baixos.

  • Infertilidade masculina ou incapacidade de produzir espermatozóides adequados para a reprodução.

  • Obesidade e maior dificuldade em perder gordura em zonas localizadas.

  • Disfunção sexual, incluindo disfunção erétil e diminuição da líbido.

A crise dos 40 (ou 50!)

A partir dos 35 anos, e de acordo com vários fatores relacionados com os estilos de vida, os homens são tão suscetíveis a uma diminuição hormonal relacionada com a idade, quanto as mulheres. A andropausa, também chamada menopausa masculina, implica a diminuição da hormona masculina, a testosterona.

Alguém acha que estes sintomas se parecem muito com os observados na menopausa? Qualquer semelhança com a realidade seria mera coincidência (ou talvez não...):

  • Cansaço.

  • Falta de concentração.

  • Despertares noturnos (a testosterona é importante para uma boa noite de sono).

  • Mudanças de humor.

  • Aumento da gordura abdominal (a testosterona inibe o acumular de gordura).

  • Diminuição da massa muscular (a testosterona ajuda a manter a massa muscular magra).

  • Colesterol elevado.

  • Ansiedade e irritabilidade.

  • Depressão.

  • Diminuição da capacidade mental (a testosterona sintetiza os neurotransmissores e melhora a função cerebral).

  • Diminuição da ereção (a testosterona é essencial para a líbido, a excitação e o orgasmo).

  • Diminuição do jato e fluxo de urina.

Estes são todos os sintomas que os homens podem experimentar com baixos níveis de testosterona, e são considerados parte da “andropausa” — sim, a menopausa masculina existe!

Descobriu-se que sim, que os homens passam por esta crise de meia-idade e isso representa um problema real. O facto de que o homem se apercebe disso só torna o problema ainda pior, desencadeando a crise ou, em alguns casos, agravando-a.


Este período da meia-idade envolve muitas coisas: os filhos que chegam à adolescência ou que saem de casa, mudanças na carreira (sendo às vezes substituídos por homens mais jovens, com mais potencial) ou mesmo problemas conjugais.

Além de tudo isto, o envelhecimento físico também se torna aparente, começando o homem a ver os primeiros sinais de envelhecimento normais, como a “barriga de cerveja”, as rugas no rosto e a falta de cabelo.

Mas há esperança! Os homens podem manter a sua forma física, aptidão sexual, interesse e vitalidade, apesar de alguns estragos e impacto do processo normal de envelhecimento.


O 1º passo: TESTAR

Testar os níveis hormonais permite-nos detetar e corrigir desequilíbrios ligados a muitos sintomas relacionados com o humor, equilíbrio de peso, desejo sexual, massa muscular e níveis de energia.

Ao longo da vida, o homem passa por várias oscilações hormonais, e determinarmos essas concentrações hormonais é fundamental. Existem várias formas de testar um perfil hormonal masculino, começando nos testes de sangue, e vários são os parâmetros (hormonais, metabólicos, inflamatórios, nutricionais) que podem ser avaliados.

Modulação Hormonal Bioidêntica Masculina

O equilíbrio hormonal é, sim, possível, o que significa que a modulação hormonal pode ajudar os homens. Após uma avaliação completa da saúde masculina, a otimização dos níveis hormonais masculinos requer uma abordagem multifacetada.

Na visão da Medicina Anti-Aging, os pilares fundamentais num atraso do processo de envelhecimento e do declínio hormonal são:

  • Alimentação e nutrição adequadas;

  • optimização com suplementos nutricionais;

  • planos de exercício;

  • e modulação hormonal bioidêntica, se necessário (sendo uma delas a modulação da testosterona).

Homens que procuram modulação hormonal bioidêntica para tratar desequilíbrios hormonais podem experimentar benefícios significativos, incluindo mais energia, aumento de massa e força muscular, perda de peso e melhoria da função sexual.

O que todos os homens precisam de saber

Os declínios hormonais nos homens podem causar muitos sintomas que podem passar despercebidos.

A medição da testosterona é apenas parte da equação. A saúde hormonal masculina não se resume apenas à quantidade de testosterona que tem e não há tratamento com um “modelo único para todos”.


Com acompanhamento médico, é possível restaurar o equilíbrio normal das hormonas do corpo masculino, o que fará com que o homem se sinta mais forte, mais energizado, mais saudável e mais feliz novamente. É algo simples, que pode mudar o bem-estar e a longevidade dos homens.