O MEU TESTEMUNHO PROLON – Dia #2

Hoje acordei cheia de energia. Lembram-se daqueles dias quando somos crianças e acordam com aquela felicidade quando vão de férias? Hoje acordei assim. Acordei com fome mas como me distraí a fazer algumas coisas só preparei o pequeno almoço mais tarde.


Abri o kit Prolon, tirei a caixa número 2 e vi o guia alimentar para saber como iam ser as refeições do dia. Percebi que hoje as porções vão mudar e não vou ter aquelas crackers de kale maravilhosas.... Mas vamos lá.

Entretanto, hoje dia 2, começo a beber a bebida L-drink que também me vai acompanhar até ao último dia. As instruções são simples. A quantidade que vamos utilizar depende do meu peso corporal. Na escala que vem na embalagem assinalamos o peso atual e tiramos essa quantidade de L-drink para dentro da garrafa isenta de BPA (BPA-free) e preenchemos com água. Essa bebida é para irmos bebendo ao longo do dia.


Para quem não sabe, BPA é a sigla para “bysphenol A”, um tipo de plástico existente em quase todas as embalagens e é um disruptor endócrino.


O BPA é um produto químico industrial usado para fabricar certos plásticos e resinas desde a década de 1960. É encontrado em plásticos de policarbonato e resinas epóxi, usados em recipientes que armazenam alimentos e bebidas, como garrafas de água e outros bens de consumo.


Um disruptor endócrino é um químico exógeno (não natural) que interfere com qualquer aspecto das ações hormonais, ou seja, são moléculas que interferem com as nossas hormonas. Costumo dizer que são assassinos silenciosos, pois estão presentes em todo o lado e nem sempre temos noção da sua presença (alimentos, embalagens, cosmética, biberões, roupa desportiva) e que têm imensos efeitos na nossa saúde:

- tem uma acção obesogénica, ou seja, podem potenciar o ganho de peso, dificultar a perda e são responsáveis por alterações na regulação do apetite.

- são causadores de infertilidade em homens e mulheres.